Quarta-feira, 30 de Janeiro de 2008

ECODUNA -“Colocar Coimbra no circuito cultural”

Dentro de ano e meio, nascerá num terreno junto à Avenida Elísio de Moura um equipamento que pretende colocar a cidade “no circuito nacional” da cultura.

A actual envolvente descaracterizada na rua Quinta das Barreiras dará lugar, em 2009, a um edifício de arquitectura contemporânea e emblemática realizado pelo arquitecto Francesco Marconi. Com uma cave e três pisos superiores, o edifício acolherá espaços destinados a exposições e ateliês, bem como um bar telúrico, que permita o acolhimento de grupos de discussão. No fundo, e como explicou Paulo Rosa na sessão do executivo, o novo equipamento – que ainda não tem nome escolhido – permitirá a fruição das várias actividades culturais pelos frequentadores do bar. O espaço de restauração, com uma esplanada envidraçada, disporá ainda de uma sala num piso superior para a realização de tertúlias. Para este responsável da empresa ECOduna, “Coimbra sempre foi uma terra de intelectuais”. Como tal, a abertura do edifício a outros públicos foi um dos objectivos presente na iniciativa dos actuais responsáveis do projecto, Galeria Sete.
O projecto, que deu entrada na autarquia em 2004, foi alvo de diversas reuniões entre a câmara e a empresa responsável, de forma a resolver alguns dos problemas detectados no projecto inicial do projectista italiano. Os três logradouros externos, que vão servir para a drenagem das águas pluviais existentes no terreno, o número de lugares de estacionamento e o pé direito de 4,50 metros da cave do edifício foram questões levantadas e que, durante a reunião do executivo da passada segunda-feira, foram ultrapassadas. Ao nível do estacionamento previsto, e que apenas previa a construção de 22 lugares no topo norte do edifício, foi encontrada uma solução e, no terreno adjacente que é propriedade da autarquia, deverão surgir mais uma dezena de lugares.
A iniciativa mereceu mesmo rasgados elogios de todas as bancadas do executivo. O presidente da câmara, Carlos Encarnação, referiu mesmo que “este equipamento é muito importante para a finalidade a que se destina”. Do lado socialista, Luís Vilar salientou que “é sempre bom encontrar privados que apostam em algo em que o sector público deveria investir mais. Coimbra precisa de mais coisas destas”.

 

Fonte: Diário de Coimbra

publicado por esqf12a às 15:12
link do post | comentar | favorito
|
O Nosso Logótipo

.pesquisar

 

.posts recentes

. Proposta – Construção de ...

. Nova Proposta - Introduçã...

. Nova Proposta - Recuperaç...

. Propostas para a cidade

. Resultados do Inquéritos

. Apresentação na escola (M...

. Previsão de trabalho do 3...

. Fotografias - Apresentaçã...

. X Semana Cultural da Univ...

. Bluepharma investe 8 M€ n...

.arquivos

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

.Maio 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.tags

. todas as tags

.Visitante nº

contador web
Cidades Criativas
A Nossa Escola
Câmara Municipal de Coimbra